Joanna de Ângelis

A Bênção da Reencarnação

Considera o teu estágio na terra, no corpo físico, uma oportunidade especial para o teu crescimento espiritual.

Esforça-te por aproveitar cada momento da superior experiência evolutiva, a fim de poderes amealhar valores imperecíveis que te acompanharão para sempre.

Tem em mente que o processo evolutivo é realizado através etapas formosas que proporcionam o aperfeiçoamento moral, a libertação dos atavismos perturbadores, a conquista de bens internos intransferíveis.

Não malbarates os ensejos de aprendizagem através do jogo ilusório do prazer insaciável, mantendo a certeza de que o tempo é amigo daquele que o utiliza com sabedoria, tornando-se adversário silencioso de quem o gasta na inutilidade.

A viagem corporal constitui recurso de alta valia para a aquisição de plenitude, o que equivale dizer da auto-realizarão, que se converte em paz interior e em sentimento de felicidade.

O corpo é instrumento do Espírito que o deverá comandar seguramente com disciplina e amor.

Dotado de impulsos resultantes do fatalismo biológico, a razão e a consciência devem construir-lhe orientação segura e recurso de sabedoria para a solução dos desafios e o enfrentamento das dificuldades que são naturais.

Não o desgastes inutilmente, porquanto ele te responderá conforme a maneira com que utilizes a sua vitalidade.

De acordo com a forma como te conduzas mentalmente, ele refletirá os teus anseios e necessidades de maneira gentil ou através de inquietações e sofrimentos contínuos.

Engajado na organização mental, o Espírito tem por objetivo administrar-lhe a conduta, ordenar-lhe os sentimentos, desenvolver as emoções superiores, a fim de conseguir a compreensão legítima da finalidade existencial.

Reserva as tuas reflexões para o desempenho as tarefas que terás de atender, porque todos aqueles que retornam à vida física estão comprometidos com a retaguarda.

Mesmo os missionários do amor,, da caridade, da ciência, da religião, da política e das realizações humanas aceitaram a experiência do retorno, por gratidão às conquistas passadas, oferecendo-se para auxiliar todos aqueles que se encontram na retaguarda, à semelhança de estrelas em noite escura...

Recebe o retorno das tuas ações, como quer que se apresentem na atualidade, modificando a estrutura daquelas que afligem e sublimando aqueloutras que te alegram.

O Espírito é sempre o construtor dos projetos evolutivos dentro das Leis vigentes no Universo.

De acordo com as suas reflexões mentais, palavras e atos, desenha os planos para o futuro que o aguarda silenciosamente, mas, inflexível.

Ninguém, por isso mesmo, pode evadir-se das consciência, dos deveres relevantes, do crescimento espiritual.

As Leis Divinas estabelecem que o progresso é irrefragável, e nada o detém. Pode-se estacioná-lo no caminho por algum tempo.No entanto, momento chega em que o amor de Deus enseja a expiação ao calceta, e ele, encarcerando-se no corpo, impossibilitado de complicar o processo de evolução, reeduca-se, desperta para a realidade.

Seja qual for a situação em que te encontres hoje na jornada física, agrade a Deus a oportunidade ímpar, por oferecer-te os instrumentos de libertação e de felicidade.

Se defrontas sofrimentos e inquietações, reserva-te a serenidade, e continua agindo com equilíbrio, de forma a fruíres mais tarde a paz que ora te falta.

Se te encontras algemado a limites e a dores excruciantes, mantém a paciência, porque este fenômeno logo passará, facultando-te emoções grandiosas.

Se experimentas solidão e desconforto, guarda a confiança em Deus e avança, mesmo que chorando, na expectativa dos reencontros felizes e das alegrias inefáveis.

Se te atormentam alguns espíritos inferiores, que te inspiram ideias perturbadoras e te exploram as resistências, ora por eles e ama-os quanto possas. São os irmãos que deixaste desafortunados em dias não muito distantes.

Se encontras adversidades por onde deambulas, recolhe as lições delas defluentes, porque as semeaste ontem, tendo agora o ensejo de recolhê-las e superá-las.

Se sofres humilhações e adversidades em toda parte, não recalcitres contra o aguilhão, antes compreende que essas experiências irão fortalecer-te interiormente, da mesma forma que os vendavais enrijecem as árvores que lhes sofrem a violência.

Tudo tem uma razão de ser no Universo. Mesmo aquilo que não entendas, está vinculado a causas legítimas que desencadearam esses efeitos afligentes

As Leis Morais que vigem em toda parte, emanadas de Deus, são soberanas em sua justiça e alcançam todos os Espíritos: bons e maus, superiores e inferiores, angélicos e perversos, naturalmente de acordo com o seu nível de evolução.

Se permaneceres confiante e trabalhando pelo próprio crescimento espiritual, fruirás alegrias desde o momento em que te entregues ao mister. O fato de estares a serviço do bem e da verdade, do dever e da dignidade, já constitui divina dádiva, que estás transformando em sabedoria.

Ninguém transita na terra sem experimentar o resultado de seus atos anteriores, o que é perfeitamente compreensível.

Grande número de queixosos afirma que não se lembra do momento em que delinquiu, o que lhe serviria de justificativa para não resgatar afrontas nem crimes, o que lhe serviria de justificativa para não resgatar afrontas nem crimes.

Deus concede o parcial olvido do passado, por compreender que as lembranças boas ou más não se restringem apenas ao indivíduo, mas, ao grupo no qual se movimentou, facultando-lhe, então, caso recordasse, tomar conhecimento das ocorrências que foram praticadas pelos demais da esfera fraternal.

Todavia, esse olvido não é total, porquanto, através dos impulsos emocionais, das tendências, as ocorrências, todos têm conhecimento de como devem ter sido.

Ademais, graças à mediunidade, às recordações espontâneas, quando necessárias, a alguns sonhos, volvem as cenas felizes ou desventuradas, ressurgem os afetos ou os adversários na paisagem mental.

O importante, portanto, é o hoje, não o que se foi, aquilo que desencadeou a ocorrência que agora vives.

Desse modo, aquieta os sentimentos doridos, procura compreender os objetivos existenciais e atua no bem tanto quanto te seja possível.

Faze um pouco mais: vai além dos teus limites...

Inscreve-te, de imediato, emocionalmente, nos compromissos de iluminação interior, e trabalha para que a luz divina de onde procedes desenvolva-se no âmago do teu ser, clareando-te totalmente e tornando-te uma chama que esparze claridade e alegria.

A reencarnação é tesouro de elevado significado e grandioso valor.

Vive-a com serenidade e júbilo, burlando-te espiritualmente e avançando pela estrada que Jesus percorreu, nela deixando Suas pegadas luminíferas.

Também Ele, que não tinha dívidas, experimentou amarguras e incompreensões, sofreu perseguições inclementes e dolorosas, prosseguindo, porém afável e gentil, mesmo com aqueles que tentavam dificultar-Lhe o ministério divino.

Se malbaratas essa chance, não te poderás queixar nem aspirar por nova oportunidade com rapidez, porque a marcha do progresso obedece a códigos que não podem ser desconsiderados.

Abençoa, desse modo, a tua atual existência, com as lições do Evangelho de Jesus, vivendo-as no dia-a-dia, feliz e agradecido a Deus com as tuas atitudes renovadas.

(Mensagem do livro Atitudes renovadas, psicografado pelo médium Divaldo Pereira Franco).

 

Associação Espírita Obreiros do Bem  |  São Carlos - SP  |  obreiros.bem@gmail.com  |  (16) 3368-5636

© 2017 Departamento de Comunicação Social Espírita