No Movimento Espírita

Camilo
images.jpg

Agraciados pela alentadora Mensagem que refulge dos conceitos expostos pelo Espiritismo, temos que reconhecer que guardamos nas mãos abençoada e grave responsabilidade, em face do que estamos recebendo e conhecendo dos seus conteúdos.

Necessário é pensar e repensar as situações que se apresentam na continuada marcha que encetamos, de maneira a aproveitarmos os dias de iluminada messe de orientações e conforto moral que as lições do Consolador propiciam.

Não foi sem propósito que Jesus legou à Humanidade todo um conjunto de ensinos ético-morais, que se constitui no Seu Evangelho. Nele, percebemos a profundez da Sua filosofia, toda alicerçada no Amor, que tudo dinamiza em seu roteiro.

 

Amor a Deus, amor ao semelhante, amor a nós mesmos, amor a todas as coisas. Em Suas páginas, de preciosa beleza, fulge o critério do bem, a vivência com os amigos na exemplificação da fraternidade; a admoestação oportuna, à frente de enganos e negligências; a operosidade plena, quer o Mestre estivesse acompanhado por multidões ou no aconchego dos poucos Amigos. Ali, destacamos o entendimento e a ternura diante dos padecentes; a dádiva do pão, na agonia da fome; a palavra norteadora, nos descaminhos atormentadores; a veste, o agasalho, nos estertores da nudez; a medicação benévola, no pego da enfermidade; mas, a todos os que se abeirassem da Fonte Celeste, um só o convite: o Reino de Deus.

 

Avulta, nos escritos em torno do Messias, Seu trato com representantes na notoriedade social, bem como com homens e mulheres do povo, muitos bandoleiros das estradas ou vendedoras de ilusão, no equívoco da carne, ansiosos por sorver a verdade na taça da compreensão que entende e ama, com o fim de soerguer-se.

*

Atuantes, pois, nos arraiais que visam divulgar e desenvolver as mensagens espíritas, não será demais recordar que as horas de abençoado convívio na experiência doutrinária, são como formosos encontros que objetivam o crescimento da Alma, na troca das energias tão importantes.

Engajados no Movimento Espírita, será vital que cultivemos:

a fé, com lucidez, sem pieguismos;

o afeto aos irmãos, sem excentricidades desnecessárias;

a alegria, com morigeração nas suas expressões, a fim de retirar-lhe os sazonados frutos da convivência amiga;

a caridade, promovendo o carente para que se liberte da necessidade, que ora o atinge;

o estudo permanente, sem descurar de sua aplicação ao contexto da vida;

o entusiasmo com o equilíbrio que contagia e constrói;

o interesse pelo próximo, orientando-o para os próprios compromissos, de modo a vencer as lutas na reencarnação promissora.

 

O Movimento Espírita, portanto, convoca aos que estamos matriculados nas suas lides para empreendermos o empolgante e responsável trabalho de renovação espiritual da criatura humana, fomentando o progresso e o atilamento, com atenção, onde quer que estejamos.

*

Embora a Mensagem de Jesus esteja perfeita na Sua vivência, identificando-se com Seus ensinos, orientou Ele os Discípulos para que saíssem a pregar a todas as criaturas as louçãs informações sobre o Reino dos Céus.

Instou para que todos se amassem, forjando no mundo o grandioso Movimento Cristão, que, empunhando o archote do esforço, com a armadura da coragem, vem incendiando a Terra inteira com o fogo da sua saga gloriosa, redimindo, consolando e conduzindo, há vinte séculos.

No trabalho imensurável da Oficina do Consolador, nosso exemplo e nossa dedicação farão do seu Movimento enobrecido, o verdadeiro retorno dos Irmãos de Jesus, amando e sofrendo para aprender e ensinar, a fim de que, levando o Cristo em nós, sejamos capazes de apresentá-Lo aos nossos companheiros da estrada humana, vivendo o entendimento da fraternidade no ministério luminoso.

*

O Evangelho nos fala da epopeia do Movimento iniciado por Jesus. Em Sua perfeita coerência com o Pai, viveu o trabalho, a solidariedade, tolerando a todos, no desenvolvimento da mais perfeita caridade, sem que, em momento algum, falhasse com Deus para agradar aos homens.

Seja esse esforço sublime o espelho para os que, na atual romagem do Espiritismo, se põem a servir e ensinar para que, fieis ao compromisso abraçado. Louvem o nome do Senhor, na ação de todos os dias.

Sejamos atentos, portanto!

Movimento Espírita é movimento dos homens que se sensibilizaram com o chamamento do Consolador, que deve, por isso mesmo, colocar-se a serviço do Cristo, para que Ele conduza o progresso de todos nós, Senhor que é de todos os movimentos de alevantamento do homem da sua indigência espiritual para os labores do seu próprio aprimoramento.

(Mensagem do livro Cintilações das Estrelas, psicografado pelo médium José Raul Teixeira).