No Movimento Espírita

Camilo

Agraciados pela alentadora Mensagem que refulge dos conceitos expostos pelo Espiritismo, temos que reconhecer que guardamos nas mãos abençoada e grave responsabilidade, em face do que estamos recebendo e conhecendo dos seus conteúdos.

Necessário é pensar e repensar as situações que se apresentam na continuada marcha que encetamos, de maneira a aproveitarmos os dias de iluminada messe de orientações e conforto moral que as lições do Consolador propiciam.

Não foi sem propósito que Jesus legou à Humanidade todo um conjunto de ensinos ético-morais, que se constitui no Seu Evangelho. Nele, percebemos a profundez da Sua filosofia, toda alicerçada no Amor, que tudo dinamiza em seu roteiro.

 

Amor a Deus, amor ao semelhante, amor a nós mesmos, amor a todas as coisas. Em Suas páginas, de preciosa beleza, fulge o critério do bem, a vivência com os amigos na exemplificação da fraternidade; a admoestação oportuna, à frente de enganos e negligências; a operosidade plena, quer o Mestre estivesse acompanhado por multidões ou no aconchego dos poucos Amigos. Ali, destacamos o entendimento e a ternura diante dos padecentes; a dádiva do pão, na agonia da fome; a palavra norteadora, nos descaminhos atormentadores; a veste, o agasalho, nos estertores da nudez; a medicação benévola, no pego da enfermidade; mas, a todos os que se abeirassem da Fonte Celeste, um só o convite: o Reino de Deus.

 

Avulta, nos escritos em torno do Messias, Seu trato com representantes na notoriedade social, bem como com homens e mulheres do povo, muitos bandoleiros das estradas ou vendedoras de ilusão, no equívoco da carne, ansiosos por sorver a verdade na taça da compreensão que entende e ama, com o fim de soerguer-se.

*

Atuantes, pois, nos arraiais que visam divulgar e desenvolver as mensagens espíritas, não será demais recordar que as horas de abençoado convívio na experiência doutrinária, são como formosos encontros que objetivam o crescimento da Alma, na troca das energias tão importantes.

Engajados no Movimento Espírita, será vital que cultivemos:

a fé, com lucidez, sem pieguismos;

o afeto aos irmãos, sem excentricidades desnecessárias;

a alegria, com morigeração nas suas expressões, a fim de retirar-lhe os sazonados frutos da convivência amiga;

a caridade, promovendo o carente para que se liberte da necessidade, que ora o atinge;

o estudo permanente, sem descurar de sua aplicação ao contexto da vida;

o entusiasmo com o equilíbrio que contagia e constrói;

o interesse pelo próximo, orientando-o para os próprios compromissos, de modo a vencer as lutas na reencarnação promissora.

 

O Movimento Espírita, portanto, convoca aos que estamos matriculados nas suas lides para empreendermos o empolgante e responsável trabalho de renovação espiritual da criatura humana, fomentando o progresso e o atilamento, com atenção, onde quer que estejamos.

*

Embora a Mensagem de Jesus esteja perfeita na Sua vivência, identificando-se com Seus ensinos, orientou Ele os Discípulos para que saíssem a pregar a todas as criaturas as louçãs informações sobre o Reino dos Céus.

Instou para que todos se amassem, forjando no mundo o grandioso Movimento Cristão, que, empunhando o archote do esforço, com a armadura da coragem, vem incendiando a Terra inteira com o fogo da sua saga gloriosa, redimindo, consolando e conduzindo, há vinte séculos.

No trabalho imensurável da Oficina do Consolador, nosso exemplo e nossa dedicação farão do seu Movimento enobrecido, o verdadeiro retorno dos Irmãos de Jesus, amando e sofrendo para aprender e ensinar, a fim de que, levando o Cristo em nós, sejamos capazes de apresentá-Lo aos nossos companheiros da estrada humana, vivendo o entendimento da fraternidade no ministério luminoso.

*

O Evangelho nos fala da epopeia do Movimento iniciado por Jesus. Em Sua perfeita coerência com o Pai, viveu o trabalho, a solidariedade, tolerando a todos, no desenvolvimento da mais perfeita caridade, sem que, em momento algum, falhasse com Deus para agradar aos homens.

Seja esse esforço sublime o espelho para os que, na atual romagem do Espiritismo, se põem a servir e ensinar para que, fieis ao compromisso abraçado. Louvem o nome do Senhor, na ação de todos os dias.

Sejamos atentos, portanto!

Movimento Espírita é movimento dos homens que se sensibilizaram com o chamamento do Consolador, que deve, por isso mesmo, colocar-se a serviço do Cristo, para que Ele conduza o progresso de todos nós, Senhor que é de todos os movimentos de alevantamento do homem da sua indigência espiritual para os labores do seu próprio aprimoramento.

(Mensagem do livro Cintilações das Estrelas, psicografado pelo médium José Raul Teixeira).

 

Associação Espírita Obreiros do Bem  |  São Carlos - SP  |  obreiros.bem@gmail.com  |  (16) 3368-5636

© 2017 Departamento de Comunicação Social Espírita